sábado, 17 de junho de 2017

Ônibus sai do Ceará, tomba e deixa dez mortos no sul do Piauí Veículo pertence à empresa Gênesis e o acidente aconteceu em via conhecida como "estrada da morte"

Um acidente com um ônibus, na manhã deste sábado (17), na BR-135, sul do Piauí, deixou dez mortos e 18 feridos, de acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

O ônibus, da empresa Gênesis, saiu inicialmente de Boa Viagem (CE) e fazia o trajeto entre Sobral (CE) e Brasília (DF) quando perdeu o controle no final de uma curva fechada em declive, saiu da pista, e bateu na mureta da pista, tombando posteriormente e batendo em uma árvore. O acidente aconteceu por volta das 7h, numa região próxima ao povoado de Paus, município de Monte Alegre do Piauí (786 km de Teresina).
Segundo a PRF, oito pessoas morreram ainda no local do acidente. Os feridos foram levados para o Hospital Municipal de Bom Jesus (PI), alguns deles em estado grave. De acordo com a PRF, o local não possui cobertura de sinal de celular e a comunicação com as equipes que trabalham no local está difícil. Equipes da PRF e do Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) foram enviados ao local.

Ainda de acordo com as autoridades, o ônibus, que levava um total de 31 passageiros, possuia uma liminar que autorizava o transporte interestadual e tinha como destino final São Paulo. Três pessoas que estavam dentro do veículo não sofreram qualquer tipo de ferimento e saíram ilesas do acidente.

Ônibus 1

Estrada da morte

Na última segunda-feira (12), uma colisão frontal entre dois veículos no mesmo trecho da estrada deixou seis vítimas fatais.

Conhecida como "estrada da morte", a BR-135 é considerada uma das estradas mais perigosas do país, com acidentes constantes. O trecho próximo ao local onde aconteceu o acidente fica dentro de um cinturão de produção de soja, com tráfego de caminhões pesados.

No início deste ano, peritos da PRF realizaram uma vistoria na qual identificaram irregularidades como falta de sinalização, pista estreita e falta de acostamento. Em alguns trechos, o desnível entre a pista e o terreno nas laterais chega da 35 centímetros, resultando no tombamento de veículos.


*Informação: Alto Santo é Notícia.

CARAÚBAS-RN: ARRAIÁ DO SEU LOURENÇO FOI SUCESSO EM ORGANIZAÇÃO, ANIMAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DOS ALUNOS

A Escola Estadual Professor Lourenço Gurgel de Oliveira realizou seu Arraiá em sua 26ª edição ontem , sexta feira, (16/06) e foi considerado um sucesso. Passeio de carroças, participação dos alunos do ensino fundamental e médio, quadrilhas juninas e comidas típicas.
O passeio de carroças saiu da escola, percorrendo várias ruas da cidade até a Casa de Cultura. Foi uma grande festa!
No final, o diretor da escola "Wilton Firmino" agradeceu a todos que ajudaram a acontecer o evento com tamanha tranquilidade. Aos professores, aos alunos e todos os funcionários!

NÃO TEM PRISÃO PRÁ ELE NÃO? POR QUE?

Não dizem, que a lei não se discute, Cumpre-se? No Brasil, só funcionam as leis, se o dinheiro for pouco!

APODI-RN: MULHER É ENCONTRADA MORTA COM TESOURA CRAVADA NO PESCOÇO NA BAIXA DO CAIC

Na manhã deste sábado, 17 de junho de 2017, uma mulher foi encontrada sem vida em sua residência, mais precisamente na Baixa do CAIC em Apodi.
De início, falava-se em um suicídio, mas não se sabe ao certo, pois a mesma estava com uma tesoura cravada no pescoço e pode ser um crime. A perícia do ITEP é que deve revelar e o caso deve ser investigado pela Polícia Civil de Apodi.
Algumas pessoas afirmaram que a mulher enfrentava problemas mentais.

MOSSORÓ-RN: Chuva de Bala relembra os 90 anos da resistência do povo mossoroense

O adro da Igreja de São Vicente passa a ser mais uma vez palco do combate épico entre Mossoró e o bando do cangaceiro Lampião, com a encenação do “Chuva de Bala no País De Mossoró”. O espetáculo que relembra a história de resistência do povo mossoroense estreou na noite de sexta-feira, 16.

A 16ª edição do espetáculo traz consigo um sabor especial: a celebração dos 90 anos da resistência. E com o orgulho de contar e cantar a história daquele 13 de junho de 1927, 76 artistas mossoroenses sobem ao palco em frente à Igreja de São Vicente, sob a direção de João Marcelino.

O diretor destaca que a inovação do espetáculo deste ano fica por conta da utilização de elementos multimídia para contar a história da resistência. “Serão utilizadas duas linguagens, a teatral e a de vídeo, simultaneamente. Isso permite aos atores trabalharem uma linguagem diversificada”, observa João Marcelino.

Entre novidades e inovações do espetáculo, um retorno: os atores Marcos Leonardo e Dionizio Cosme do Apodi, que dão vida aos protagonistas Coronel Rodolfo e Capitão Lampião, respectivamente.

“É uma emoção especial retornar a Mossoró, rever amigos e reviver Lampião, que é uma pessoa com muita história de vida. Uma personagem muito interessante de reviver”, diz o ator Dionísio Cosme do Apodi. Para o ator Marcos Leonardo, também é uma satisfação voltar a dar vida a Rodolfo Fernandes. “Rodolfo Fernandes é um herói. É um prazer imensurável voltar, com mais experiência. E voltar com Dionísio é um privilégio”, afirma.

A prefeita Rosalba Ciarlini, que idealizou o espetáculo em seu segundo mandato, enfatiza que o Chuva de Bala no País de Mossoró é um patrimônio do povo de Mossoró. “É um espetáculo que retrata a bravura e a história dos mossoroenses”, frisa.

Adaptado do texto original do poeta potiguar e escritor Tarcísio Gurgel, o espetáculo Chuva de Bala no País de Mossoró é vestido pela música de Danilo Guanais, que ganha novos arranjos pelas mãos dos músicos Eduardo Pinheiro e Marco França. Na direção de palco e produção executiva, Gilca Leonardo, ao lado do produtor executivo Emanuel Castro.

A apresentação do Chuva de Bala no País de Mossoró é realizada de quinta-feira a domingo, a partir das 21h, no adro da Igreja de São Vicente. As encenações seguem até dia 30 de junho, segundo informa João Marcelino.

*Ismael Sousa.

AGENDA DO FERAS DO FORRÓ!!!!


MOSSORÓ-RN: Parte de estrutura de camarote do Mossoró Cidade Junina desaba e atinge motociclista

Uma parte da estrutura do camarote institucional do Mossoró Cidade Junina desabou e atingiu um veículo e uma motociclista, na tarde desta sexta-feira (16). A mulher trafegava pela Avenida Rio Branco, quando as placas que dividem o camarote e a avenida desabaram e atingiram a moto.
Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionada para prestar atendimento a jovem que sofreu apenas escoriações leves. Ela foi encaminha para o Hospital Regional Tarcísio Maia (HRTM) para melhor avaliação.
O camarote institucional, que estava interditado após vistória do Corpo de Bombeiros, foi liberado ontem às 23h45 através de uma liminar da Prefeitura.
Mais cedo o pórtico de entrada da festa desabou com a força do vento. A Prefeitura de Mossoró ainda não se pronunciou sobre os dois casos.
A temporada de shows na Estação das Artes começou nesta quinta-feira, 15, com apresentação das bandas Aviões do Forró, Saia Rodada e John Modão.

*Ismael Sousa.

MOSSORÓ-RN: Bandidos arrombam sala do Campus Central e levam todas as câmeras da UERN TV

Estudantes do Departamento de Comunicação da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), registraram o arrombamento de uma das salas e o furto de vários equipamentos da UERN TV, na manhã desta sexta-feira (16), no Campus Central em Mossoró.
De acordo com informações, os elementos agiram na madrugada e levaram todas as câmeras da TV, sendo elas uma NX5 Sony, duas MC 2500, uma DSLR Nikon D3200, além de um gravador h4, uma luminária LED 300, duas baterias de câmera e uma mesa de som de 16 canais.
Criada em setembro de 2014, a UERN TV é um espaço de comunicação que funciona como laboratório para alunos do curso de comunicação social, como fonte primária e, como veículo institucional.

*Ismael Sousa.

Cantora de Forró Eliza Clivia e o marido morrem em acidente de carro no Centro de Aracaju, diz produtor

No início da tarde de ontem, sexta-feira (16) a cantora paraibana Eliza Clivia, 36 anos, ex-vocalista da Banda Cavaleiros do Forró , e o marido o baterista Sérgio Ramos morreram em um acidente de trânsito no Centro de Aracaju, segundo o produtor da cantora Jailson Souza.
A cantora, que iniciou a carreira solo há quatro meses, estava em Aracaju para divulgar um show, que seria realizado na noite desta sexta-feira (16), e fazer entrevistas.
De acordo com Souza, ela e o marido estavam em um veículo que bateu em um ônibus nas esquinas das ruas Arauá e Maruim, quando retornavam de uma entrevista. Além do casal, outras três pessoas da equipe estavam no carro foram socorridas, com ferimentos leves, e encaminhadas a um hospital de Aracaju. E segundo a polícia, elas foram identificadas como: Cleberton José dos Santos, João Paulo Tavares da Silva e Paulo Texeira de Carvalho.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) informou através de nota o estado de saúde das vítimas: Ceberton José dos Santos, 35 anos, dirigia o carro de passeio, foi retirado das ferragens e estava consciente, desorientado, com sangramento auditivo, mas sem sinais de fratura. Paulo Teixeira de Carvalho, 38 anos, estava sem sinais de fratura e reclamando de dor lombar. João Paulo Tavares da Silva, 32 anos, também não apresentou fratura e apresentou dores no tórax. Eles permanecem internados no Hospital de Urgência de Sergupe (Huse) sem previsão de alta.
O Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe informou que os corpos já foram recolhidos e aguarda os familiares para serem liberados.

*G1/JBelmont.

MOSSORÓ-RN: Agricultores morrem em colisão carro com moto na BR 405 saída de Mossoró para Apodi

Luiz da Costa Lima, de 39 anos de idade e Jonas Nunes da Silva, de 37, foram colhidos por trás e morreram no local

Uma colisão trazeira de carro com motocicleta no início da noite de ontem, 16 de junho, terminou com a morte de dois agricultores. O acidente aconteceu na BR 405, próximo à comunidade de Pedra Branca, na saída de Mossoró para a cidade de Apodi.
Luiz da Costa Lima, de 39 anos de idade e Jonas Nunes da Silva, de 37, trafegavam de motocicleta e foram colhidos por trás por um carro tipo Pálio com placas de Mossoró que trafegava no mesmo sentido.
A motocicleta ficou pregada na frente do carro e foi arrastada por cerca de 300 metros. As vítimas foram jogadas para fora da pista e morreram no local.
Agentes da Rodoviária Federal foram ao local do acidente, mas só encontraram os corpos e os veículos enganchados um no outro, mas ninguém sabe as condições que o acidente aconteceu.
Familiares das vítimas estavam revoltados e acreditam que toda culpa foi do condutor do carro que acionou o socorro médico e foi embora.

*Informações e imagens: O Câmera.

AGENDA DO COROÃO!!!!